20/08/2019 às 10h30min - Atualizada em 20/08/2019 às 10h30min

Valor do leite estabilizado no Rio Grande do Sul, diz Conseleite gaúcho

Apesar de estar em plena safra, o valor de referência do leite se mantém estável no Rio Grande do Sul . Segundo dados divulgados nesta terça-feira (20) pelo Conseleite gaúcho, o valor estimado para o mês de agosto é de R$ 1,0870, 0,08% menor do que o consolidado de julho, que fechou em R$ 1,0879.

Segundo o professor da Universidade de Passo Fundo Eduardo Finamore é preciso pontuar que o leite fechou julho com 4 centavos acima do projetado (R$ 1,0486), o que indica um ajuste ocorrido no final do mês passado que já se estabilizou no início de agosto. "Os preços caíram muito. O que tivemos foi um ajuste". Para justificar esse cenário, o que se viu foi a elevação do leite UHT em 4,12% e a queda do leite em pó em -2,89%. Finamore alertou que os dados não consideram a recente elevação da cotação do dólar uma vez que tabulam apenas os dez primeiros dias de agosto.

Finamore alertou que o Rio Grande do Sul precisa de um plano estratégico para escoamento de sua produção tendo em vista que, em breve, será preciso concorrer com mais competitividade por mercados externos e até mesmo dentro no Brasil. "A demanda de leite no Brasil está estabilizada, e a produtividade das vacas vem aumentando em outras regiões como Minas Gerais. O Rio Grande do Sul precisa ser mais competitivo ou achar novos mercados para seu leite"

A reunião, realizada na sede da Fetag, em Porto Alegre (RS), foi comanda pelo vice-presidente do Conseleite gaúcho, Pedrinho Signori. Segundo ele, é essencial que a análise de preços leve em conta um estudo dos custos de produção, uma vez que os insumos da atividade leiteira vêm aumentando com força.


 


Fonte: Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat) 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »