11/12/2018 às 12h04min - Atualizada em 11/12/2018 às 12h04min

Pequenos produtores de leite precisarão de apoio governamental argentino para manterem a atividade

Comercialização/AR – O secretário de Governo da Agroindústria, Luís Miguel Etchevehere, junto com autoridades dos mercados integrados pela MATba e ROFEX, apresentaram a produtores e distintos representantes da indústria de laticínios, o Mercado Futuro do Leite que entrará em operação no dia 17 de dezembro, beneficiando produtores e indústrias.

“Graças ao trabalho que fizemos na Secretaria conseguimos desenvolver uma ferramenta que dará previsibilidade e transparência na produção e industrialização do leite. Em poucos dias os produtores poderão projetar o preço do leite e antecipar-se às variações nos custos de produção, e as indústrias começarão a comercializar com previsibilidade porque poderão se proteger em relação a variações futuras”, assegurou o Secretário.
 

Acrescentou que “isto significa um grande passo para o setor porque a criação do mercado futuro permite tomar decisões com o objetivo de fazer crescer a cadeia, favorecendo a criação de emprego e o trabalho rural”. Cabe destacar que os futuros, que também contam com o apoio da Comissão Nacional de Valores (CNV), funcionarão como uma ferramenta que possibilitará ter certeza do preço do leite, e será uma garantia para os contratos de comercialização realizados pelas indústrias. Os contratos serão de 5.000 litros e podem ser firmados em pesos ou em dólares.
 

Por outro lado, a liquidação será sem a entrega física e calculada pela diferença de valor em relação ao preço da SIGLeA, que será informada pelo setor agroindustrial dentro de um calendário estipulado. Os produtores serão beneficiados por isto, já que poderão assegurar e decidir um valor para parte de sua produção.

Fonte: INFORTAMBO

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »