05/04/2017 às 08h18min - Atualizada em 05/04/2017 às 08h18min

Coopeleite reúne produtores da região de Paranavaí - PR

A pecuária de leite tem grande importância econômica na região Noroeste do estado. Para muitos produtores, a atividade é uma fonte mensal de renda, além de significar uma oportunidade de ofertar trabalho e emprego no meio rural. A criação de gado leiteiro está entre as seis principais atividades econômicas que contribuem na composição do VBP (Valor Bruto da Produção) de 24 municípios da região. Por isso mesmo a profissionalização do produtor e a produção de leite de forma sustentável é uma necessidade e principal tema da III Copeleite de Loanda, que será realizada de 29 a 31 de março, no parque de exposições do município.

A Copeleite é uma promoção da Copagra e Instituto Emater. Os organizadores afirmam que a intenção da feira é motivar os produtores para que adotem um sistema de produção mais rentável e competitivo. Além disso, os extensionistas pretendem promover o intercâmbio entre produtores de leite e divulgar os resultados econômicos do programa Leite Mais (Modelo de Assistência técnica de Intensificação Sustentável), com validação do Iapar e Instituto Emater. Na região de Paranavaí foram instaladas onze Unidades de Referência do programa.

Os produtores têm assistência técnica personalizada e firmam o compromisso de colocar em prática as orientações técnicas de extensionistas e pesquisadores. Edson Siquerolo, coordenaedor regional da área de Leite do Instituto Emater de Paranavaí, disse que nas unidades já foi possível diminuir o custo de produção, além de ser observada uma redução do período entre partos, de 18 para 13 meses. Segundo ele, com a dieta balanceada e o manejo correto, alguns animais passaram a produzir até 30 litros de leite por dia.

A região de Paranavaí reúne atualmente cerca de 3.000 produtores de leite e a produtividade média fica entre 7 e 8 litros/animal/dia. “Essa média pode ser melhorada, porque temos tecnologia para ir muito além“, observou Siquerolo. Para ele, um fator que limita o aumento da produtividade na região é a falta de oferta de volumoso de inverno para os animais. Além disso, o extensionista informou que muitos produtores não adubam as pastagens corretamente, tampouco adotam um manejo adequado para essas áreas. A falta de uma dieta balanceada para os animais também colabora para a baixa produtividade.

Durante a Copeleite serão realizados minicursos sobre a qualidade do leite e o impacto do bem estar dos animais na produção. Os visitantes poderão presenciar dinâmicas técnicas sobre o manejo da ordenha; nutrição e saúde da glândula mamária; balanceamento da dieta de vacas leiteiras; manejo pós-parto e instalação e manutenção de cercas elétricas. Também haverá exposição de empresas que atuam na cadeia de suprimentos do leite, mostra e julgamento de novilhas das raças jersey e holandesa. Pelo menos doze produtores de leite da região devem participar da competição, com 35 animais.


Fonte: Emater/PR 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »