03/01/2017 às 12h14min - Atualizada em 03/01/2017 às 12h14min

Próxima edição da Megaleite terá aportes de R$ 1,8 milhão

A 14ª Exposição Brasileira do Agronegócio do Leite (Megaleite) já está marcada para o período de 28 de junho a 1º de julho de 2017, em Belo Horizonte. O evento será fruto de um convênio celebrado na última segunda-feira, 26, entre a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) e a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, localizada em Uberaba.

O investimento da Codemig será de R$ 1,5 milhão. A Girolando, em contrapartida, destinará R$ 300 mil para a iniciativa. Em 2017, a feira ocorrerá pela segunda vez no Parque de Exposição Bolívar Andrade (Parque da Gameleira). O objetivo é fomentar o agronegócio e o desenvolvimento econômico mineiro, estimulando a cadeia produtiva do leite e seus derivados, o turismo e o comércio.

De acordo com o 4º Vice-Presidente da Girolando, Olavo de Resende Barros Júnior, a parceria da Codemig viabiliza a ação, que constitui um evento triplo, abarcando exposição de gado, indústria de laticínios e concurso de queijo artesanal. “A tendência é que o evento de 2017 seja ainda melhor”, ressalta.

Recordes

Em sua primeira edição na capital mineira, a Megaleite 2016 ocorreu entre os dias 21 e 26 de junho de 2016, contando com o apoio técnico e financeiro do governo de estadual, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e da Codemig.

A conjugação de esforços contribuiu para que o evento atingisse recordes e alcançasse um desempenho inédito. A Megaleite 2016 registrou faturamento da ordem de R$ 4 milhões, com a venda de animais em oito leilões e dois shoppings — o volume negociado foi 127,8% maior que o registrado em 2015, quando os quatro leilões geraram cerca de R$ 1,8 milhão.

Também foram realizadas vendas diretas de animais, material genético e diversos produtos pecuários pelos expositores e 80 empresas presentes no encontro. Outros recordes da feira foram obtidos em relação ao número de animais inscritos, de produção de leite em concurso leiteiro e de público. Passaram pelo Parque da Gameleira 75 mil pessoas entre os dias 21 a 26 de junho deste ano. Várias raças competiram na pista da Megaleite, que reuniu 1.400 animais de mais de 240 expositores. A 27ª Exposição Nacional de Girolando contou com 781 animais inscritos, novo recorde de participação da raça.

Queijo artesanal

Ainda em 2016, pelo segundo ano consecutivo, a Megaleite sediou a disputa pelo melhor queijo do Estado. A vencedora foi a produtora Lúcia Maria Resende, de Tiradentes. Foram escolhidos os cinco melhores queijos de Minas Gerais, entre 27 concorrentes do 9º do Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal. O concurso foi promovido pela Emater-MG, em parceria com a Seapa e a associação Girolando.

Projeção internacional

Na mais recente edição da Megaleite, dois países da América Latina firmaram convênio de cooperação técnico-científico com a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando para transferência de tecnologia na área de melhoramento genético e de registro genealógico. Associações de criadores de Honduras e Costa Rica receberão a assistência técnica da entidade brasileira para que possam registrar animais Girolando em seus respectivos países. O convênio permitirá que os criadores de Girolando tenham um certificado de garantia de que produzem animais da raça com procedência comprovada.

As informações são do Diário do Comércio, com informações da Seapa.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »