22/12/2015 às 12h41min - Atualizada em 22/12/2015 às 12h41min

Fetag quer preço mínimo para o leite

O presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva, solicitou hoje (21) ao Conselho Estadual do Leite (Conseleite) que o preço de referência da entidade, que é calculado todos os meses, seja transformado em Preço Mínimo do Leite no Rio Grande do Sul,

O presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva, solicitou ao Conselho Estadual do Leite (Conseleite) que o preço de referência da entidade, que é calculado todos os meses, seja transformado em Preço Mínimo do Leite no Rio Grande do Sul e, com isso, ninguém poderá pagar ao produtor um valor inferior. A proposta, explica o dirigente, foi levada ao Conseleite e será pauta na próxima reunião da entidade, agendada para o dia 19 de janeiro, quando ela deverá ser aprofundada.

“A Fetag entende que não pode existir três valores, mas sim um mínimo e a partir dele ocorra as bonificações das indústrias. Hoje, as empresas grandes buscam produtores fortes e pagam mais, em detrimento dos pequenos, que acabam sendo alijados do processo. Nós queremos evitar que milhares de produtores saiam do processo produtivo”, justificou Joel.

O preço de referência do litro de leite para o mês de dezembro ficou em R$ 0,8405 (padrão); R$ 0,7565 (abaixo do padrão) e R$ 0,9666 (acima do padrão).

Fonte: FETAG/RS


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »