15/05/2012 às 07h32min - Atualizada em 15/05/2012 às 07h32min

Queijos – Aliados no combate à obesidade

A obesidade é um distúrbio nutricional no qual ocorre acúmulo excessivo da gordura corporal, resultado de uma ingestão calórica maior que o gasto energético diário, associada a defeitos de regulação do peso corporal. A obesidade tem sido um problema de saúde pública na atualidade, uma vez que tem afetado todas as faixas etárias de ambos os sexos, nas diversas classes sociais.

No Brasil atualmente, 12,7% das mulheres e 8,8% dos homens adultos são obesos, ocorrendo com maior intensidade nas regiões Sul e Sudeste do país. Esta tendência de aumento da obesidade foi registrada para os homens e mulheres de todas as faixas de renda, no período de 1974 a 1989. No período seguinte (1989-2003), os homens continuaram apresentando aumento da obesidade independentemente de sua faixa de renda, enquanto, entre as mulheres, somente aquelas com baixa escolaridade e situadas nas faixas de renda mais baixas (entre as 40% mais pobres) apresentaram este aumento (1).

Já entre crianças e adolescentes brasileiros, verifica-se aumento do excesso de peso em ritmo acelerado: em 1974, observava-se uma prevalência de excesso de peso de 4,9% entre as crianças entre 6 e 9 anos e de 3,7% entre os adolescentes de 10 a 18 anos. Já entre 1996 e 1997, observou-se 14% de excesso de peso na faixa etária de 6 e 18 anos em nosso país (2).

Um fator que deve ser levado em consideração é que a obesidade, ainda mais a deposição de gordura na região abdominal, promove o desenvolvimento de doenças cardiovasculares (hipertensão, dislipidemias – colesterol elevado ou triglicérides elevado), diabetes e gota.

COMO PERDER PESO?

Adote hábitos alimentares saudáveis e tenha isso como seu principal objetivo, não fique tão focado em controlar as calorias ou diminuir a gordura corporal, procure fazer com que o processo de emagrecimento aconteça gradativamente. As mudanças dos hábitos alimentares juntamente com o a prática de atividade física serão decisivos para a perda de peso, resultando numa reeducação alimentar e melhora do seu estilo de vida.

O PAPEL DOS QUEIJOS NA PERDA DE PESO

Vários estudos têm mostrado o papel importante dos queijos e produtos lácteos no processo de perda de peso, eles sugerem que o aumento da ingestão de produtos lácteos ou nutrientes como cálcio e vitamina D auxiliam na prevenção do ganho de peso como também na manutenção do peso corporal.(3-4)

Têm-se verificado também uma relação inversamente proporcional entre ingestão de cálcio e ganho de peso corporal, ou seja, uma alta ingestão de cálcio resulta num menor ganho de peso e gordura corporal. (5). O cálcio presente nos queijos atua neste processo aumentando o gasto energético através de um controle hormonal e aumento da oxidação de lipídios. O cálcio também está relacionado a uma diminuição da absorção de ácidos graxos no intestino através da formação de sais de cálcio e aumento da saciedade.(6-7).  Desta maneira, a ingestão diária de 3 porções de queijos ou produtos lácteos (1000 a 1400mg de cálcio) associados a uma dieta saudável e prática de atividade física, auxilia na prevenção da obesidade, manutenção do peso corporal e qualidade de vida.



Veja abaixo o teor de cálcio presente nos queijos produzidos pela Tirolez Queijos, um importante indústria brasileira de laticínios que em 2010 completou seu 30º aniversário.

Teores de cálcio dos queijos - Produto e Cálcio

Cottage 40 mg / 50 g

Creme de leite 33 mg / 30 g

Creme de Ricota 42 mg / 30 g

Edam 344 mg / 30 g

Emental 394 mg / 30 g

Estepe 306 mg /30 g

Gorgonzola 180 mg/ 30 g

Gouda 370 mg / 30 g

Grana 348 mg/ 30 g

Gruyère 283 mg / 30 g

Manteiga 3 mg / 30 g

Minas Frescal 189 mg / 30 g

Minas Frescal Cremoso 119 mg / 30 g

Minas Frescal Light 314 mg / 30 g

Minas Padrão  222 mg / 30 g

Minas Padrão Fracionado 285 mg / 30 g

Minas Padrão Light 360 mg / 30 g

Mussarela 358 mg / 30 g

Parmesão 370 mg / 30 g

Prato 304 mg / 30 g

Prato Esférico 253 mg / 30 g

Processado Cheddar 103 mg / 30 g

Provolone 409 mg / 30 g

Reino Cry 368 mg / 30 g

Reino Lata 358 mg / 30 g

Requeijão 18 mg / 30 g

Requeijão Light 24 mg / 30 g

Ricota 68 mg / 30 g


Autor: Carolina Borges Duarte

Referências bibliográficas: 

1. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Análise da disponibilidade domiciliar de alimentos e do estado nutricional no Brasil: pesquisa de orçamentos familiares 2002-2003. Rio de Janeiro, 2004.

2. WANG, Y.; MONTEIRO, C.; POPKIN, B. M. Trends of obesity and underweight in older children and adolescents in the United States, Brasil, China and Russia. American Journal of Clinical Nutrition, v.75, n.6, p. 971-77, jun. 2002.

3. Rosell, M.; Håkansson, N. N.; Wolk, A. Association between dairy food consumption and weight change over 9 y in 19 352 perimenopausal women. American Journal of Clinical Nutrition, v.84, n.6, p. 1481-88, dec. 2006.

4. GONZALEZ, A. J. et al. Calcium intake and 10-year weight change in middle-aged adults. Journal of American Diet Association, v.106, n.7, p.1066-73, jul, 2006.

5. Eagan, M.S., et al. Effect of 1-year dairy product intervention on fat mass in young women: 6-month follow-up. Obesity, v.14, n.12, p.2242-48, dec. 2006.

6. TEEGARDEN, D. The Influence of Dairy Product Consumption on Body Composition. The Journal of Nutrition, v.135, n.12, p.2749-52, dec. 2005.

7. CUMMINGS, N.K.; JAMES, A. P.; SOARES, M. J. The acute effects of different sources of dietary calcium on postprandial energy metabolism. British Journal of Nutrition, v.96, n.1, p.138, jul. 2006.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »