07/08/2008 às 08h55min - Atualizada em 07/08/2008 às 08h55min

Condições gerais sobre o leite

O leite é o primeiro alimento produzido por todos os animais mamíferos para alimentação de suas crias, nos primeiros meses de vida. Há animais que chegam a alimentar mais tempo, quando a produção vai diminuindo, eles próprios procuram outros alimentos de acordo com sua espécie para sua manutenção e desenvolvimento.

Existem animais de maior porte como a vaca, a cabra e a ovelha que foram desenvolvidas pelo homem através de um cruzamento especial, isto é pela aplicação de uma boa genética com objetivo de produzir maior quantidade de leite, associado a uma boa alimentação com concentrado e pastos com gramíneas apropriadas.

Assim foram se aprimorando as vacas como a Holandesa, a Suíça, a Jersey entre tantas outras, bem como a higiene no ambiente próprio dos currais, água limpa e uma quantidade suficiente desenvolver planteis com medidas de produção elevada (cerca de 25 litros de leite por produção), embora existam vacas que chegam a produzir 6 litros de leite por dia em 3 ordenhas.

Para tanta produção desenvolve-se uma genética especial, manejos e alimentação bem distribuídos em ambientes confortáveis. Há grandes produtores com uma produção total diária de 5.000 a 10.000litros por dia. Por outro lado ainda há muito produtor com pequena produção com gado não especializado que produz abaixo de 100 litros por dia. Estes constituem a grande maioria que vive no meio rural, mas existe um melhoramento através de Assistência do Serviço de Extensão Rural - EMATER, certa orientação da EMBRAPA procurando melhorar raças e alimentação. São dependentes também de boas industrias organizadas que possam pagar melhor preço pelo leite.

Existem países em outros continentes de clima apropriado com elevadas produções. Pode-se citar alguns exemplos: a Europa com um certo número de países que são grandes produtores tais como Dinamarca, Holanda, Suíça, Inglaterra, Alemanha, Itália , França e outros. Aliás os países da Europa são todos produtores de leite. Possuem raças de alta produtividade e pessoal técnico especializado para o setor e ainda industrias bem organizadas com emprego de tecnologia moderna além de mão-de-obra muito experiente. Todos esses países mantém rebanhos altamente especializado na produção de leite. Alguns são exportadores de produtos a paises de baixa produção e carente de leite e laticínios.

Nos países Europeus laticinistas existem fábricas de grandes portes e muito bem estruturadas, pois com todo esse progresso a Dinamarca, país muito especializado era o terceiro maior exportador de queijo do mundo. A maioria dos países europeus são produtores de leite e grandes produtores de queijos de várias espécies.

Os Estados Unidos da América do Norte são os maiores produtores de leite do mundo, pela sua vasta área disponível e clima adequado. As raças leiteiras de maior predominância são Holandesas, Jersey e Suíças alem de outras. Todo leite produzido naquele país é de alta qualidade, com elevado consumo em embalagens adequadas em garrafas plásticas de um litro e também grandes embalagens, tipo galão de 4 litros alem de caixas cartonadas a produção de queijo fresco tipo ?Cottage Cheese? que é produzido e consumido em alta escala assim como iogurte, leites aromatizados, queijos diversos principalmente o queijo Cheddar.

A produção de leite é muito desenvolvida em grande parte pelas próprias famílias proprietárias, pai, mãe e filho que trabalham fora do horário escolar pela manhã e a tarde. Tudo muito bem organizado com muita higiene e um manejo correto do gado. Toda a juventude rural pertence aos clubes 4S e outros clubes muito atuantes também nas área de manejo criação e produção de leite. Assim o jovem rural cresce estuda se forma numa universidade do ramo e não deixa de ser um bom produtor de leite. Em geral toda a população americana é grande consumidora de leite e derivados tudo no setor de laticínios incluindo a produção que é mecanizada, mas o próprio produtor e toda família trabalham muito e procuram se especializar cada vez mais.

Outro país vizinho, o Canadá, embora suas áreas não sejam apropriadas como nos Estados Unidos também é grande produtor de leite empregando o mesmo esquema dos Estados Unidos. Também o México embora colonizado por latinos é um bom produtor e produz o suficiente para o seu consumo.

Todos os países da América do Sul produzem leite e também industrializam. Um dos maiores produtores deste produto é o Brasil, com seu vasto território e climas apropriados que tem desenvolvido sua produção e também já possuía industrias de grande porte com linhas variadas de produção. Outros países como Argentina, Uruguai, Chile são também grandes produtores da América do Sul, embora não são chamados auto-suficientes.

Há ainda outro continente de elevada produção, Oceania com destaque a Austrália e Nova Zelândia que são grandes produtores e exportadores, apesar de suas populações serem pequenas. Países grandes e que produzem pouco leite são a China, o Japão e a Índia, mas são grandes importadores de leite, em geral leite em pó, leite condensado ou evaporado, queijos e manteiga.

O leite devido seu elevado teor de água, gordura, lactose, minerais, enzimas e vitaminas sofre grande influência tanto ambientais como biológica sendo um excelente meio de cultura, para toda classe de microrganismo nele existentes. Portanto para sua conservação é indispensável um tratamento completo com muita higiene bem conduzido tanto na forma liquida como na industrialização de sua vasta linha de produtos, muitos comercializados de forma liquida; leites fermentados, bebidas aromatizadas, cremes, requeijão etc. É indispensável muita higiene em todas as fazes de seu preparo.

Trata-se de produto de grande importância nutritiva para a criança, para o velho para o doente e ainda para toda a humanidade. É preciso desenvolver uma mentalidade como assisti nos Estados Unidos, Dinamarca e outros países que todos os cuidados higiênicos dispensados ao leite visam preservar seu grande valor nutritivo afim de se obter um produto puro, limpo, necessário para aqueles que o consomem devido a sua idade, como a criança, o idoso, o doente que precisa tomar um alimento completo de fácil digestão principalmente devido as suas precárias condições físicas, e que encontram nesse alimento quase todos os componentes indispensáveis a sua sobrevivência. 

O leite não deve ser consumido cru pois tem uma flora bacteriana elevada muitas vezes com microrganismos indesejáveis a saúde do consumidor. O leite deve ser fervido desde que é retirado do úbere da vaca através de vasilhames muito limpos ou de máquinas ordenhadeiras rigorosamente lavadas e esterilizadas para evitar o desenvolvimento de microrganismos indesejáveis. O leite deve ser resfriado à temperatura de 5°C e depois pasteurizado num aparelho especial denominado pasteurizador de placa sendo essa operação de resfriar e aquecer feita no aparelho por período rápido 15 segundos. Este aparelho foi inventado por um grande cientista Luiz Pasteur que criou para tratar o vinho e depois foi modificado para pasteurizar o leite. O aquecimento e resfriamento do leite a essas temperaturas purifica o leite e mantém o seu valor nutritivo. O leite após pasteurizado e resfriado e estocado num grande tanque a temperatura de 3 a 5°C e envasado através de máquinas especiais.

VALOR NUTRITIVO DO LEITE

Para que se tenha boa saúde e crescimento normal, é indispensável tomar leite todos os dias nas seguintes quantidades:

Criança - 4 a 5 copos por dia
Adulto - 2 a 3 copos por dia
Gestantes e lactantes - 4 a 6 copos por dia

O leite faz bem a saúde porque ajuda o crescimento; contribui para formação de ossos, músculos e dentes fortes; regula o sistema nervoso; aumenta a resistência às doenças infecciosas; desperta o apetite; facilita a digestão e ajuda a pessoa a se conservar alegre e disposta para o trabalho.

O leite embora forneça todos esses benefícios, poderá também causar muitos danos se não tiver o necessário cuidado durante a ordenha e na sua conservação posterior. Nunca devemos nos esquecer que o leite é um dos mais completos alimentos que existem para o ser humano e deve ser tratado como algo precioso para o melhoramento de vida da humanidade.


Autor:

Referências bibliográficas: 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »