25/10/2014 às 14h52min - Atualizada em 25/10/2014 às 14h52min

Secretaria da Agricultura, IGL e UFSM buscam o desenvolvimento da cadeia produtiva do leite

SEAPA RS - Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do RS

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa), o Instituto Gaúcho do Leite (IGL) e a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) atuarão em conjunto para o desenvolvimento de ações em prol da cadeia produtiva do leite. 

De acordo com o Secretário da Agricultura, Claudio Fioreze, é necessário garantir ao consumidor leite de qualidade e ao mesmo tempo tornar viável financeiramente a produção. É nesse contexto que se insere o meio acadêmico, contribuindo com a pesquisa, o apoio técnico e a capacitação de mão-de-obra. O vice-reitor da UFSM, Paulo Bayard, afirmou que universidade desenvolve projetos na área e dessa forma pode auxiliar para o fortalecimento do setor.

Em um primeiro momento, segundo Bayard, serão sistematizadas as iniciativas em andamento dentro da universidade, formando um núcleo de pesquisas avançadas sobre o leite. A ideia é reunir segmentos que trabalham a sanidade, o manejo, a nutrição animal, a prevenção, o controle financeiro da produção, entre outros aspectos. Após esta etapa, esse corpo técnico passará a atuar de forma integrada com a Seapa e com o IGL, formando um centro de apoio ao leite.

O diretor executivo do IGL, Oreno Ardêmio Heineck, ressaltou que a cadeia produtiva está organizada em três pilares, são eles: Prodeleite, que regulamenta, o Fundoleite, responsável pelo financiamento, e o IGL, com função de realizar a gestão do setor. A parceria com a universidade, baseada em modelos que já acontecem outros países, vai potencializar a produção de leite e por consequência gerar mais renda no campo.

Atualmente, 90% dos municípios do Rio Grande do Sul produzem leite, envolvendo 134 mil famílias. O coordenador da Câmara Setorial do Leite, João Milton Cunha, e o presidente do IGL, Gilberto Piccinini também participaram da reunião.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »