25/10/2014 às 14h38min - Atualizada em 25/10/2014 às 14h38min

Rotina agitada dos brasileiros abre oportunidade para consumo de alimentos rápidos

Dialetto

O dia a dia cada vez mais agitado dos brasileiros faz com que a demanda por alimentos rápidos, que não precisem de muito preparo, cresça proporcionalmente à falta de tempo. Um desses produtos instantâneos que caiu no gosto da população é o leite aromatizado. De acordo com o Tetra Pak Dairy Index, relatório anual preparado para auxiliar a indústria de alimentos a identificar novas oportunidades de crescimento, a procura por leite com sabores cresceu 14,5%, entre 2009 e 2012. Segundo o levantamento, o consumo deste produto deve chegar a 624 milhões de litros em 2015, um aumento de 7,5% em relação a este ano.

Diante deste potencial que está sendo aproveitado pelos grandes laticínios, abre-se também uma oportunidade para os pequenos negócios, que podem produzir ou fornecer a matéria prima necessária para o leite com sabor. Observando esta perspectiva de crescimento o Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae produziu um relatório sobre Leite Aromatizado, para orientar os interessados que queiram se informar sobre a demanda do produto, modos de produção, público alvo e outras recomendações.

Os fatores que impulsionaram este consumo também estão neste relatório:

• Público-alvo - o produto é destinado a todas as faixas etárias e funciona como um excelente meio de impulsionar o consumo de produtos lácteos aromatizados;

• Praticidade - Com a correria diária, cada vez mais as pessoas têm procurado por produtos práticos de serem consumidos, que contenham nutrientes e contribuam para a alimentação diária;

• Variedade - A diversidade de sabores disponíveis no mercado faz com que o leite aromatizado seja extremamente atraente, atendendo a todos os gostos e preferências que vão de sabores de frutas ao achocolatado;

• Saudabilidade - O leite aromatizado é rico em nutrientes, fornecendo nove essenciais nutrientes que também são encontrados no leite comum - cálcio, potássio, proteínas, vitaminas A, B12, D e outros essenciais para o complemento diário;

• Poder de consumo - A ascensão da classe C fez com que o consumo de produtos com valor agregado aumentasse, inserido o leite aromatizado nas compras realizadas.

Para quem quer ingressar neste mercado o SIS/Sebrae orienta para a leitura do relatório sobre a agregação de valor na cadeia produtiva com o iogurte, acesse clicando aqui. Além disso, indica um relatório sobre o potencial nutritivo do soro do leite e também sugere o Regulamento Técnico.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »