12/10/2013 às 14h15min - Atualizada em 12/10/2013 às 14h15min

Balde Cheio da Embrapa Pecuária Sudeste completa 15 anos

Embrapa Pecuária Sudeste

O Programa Balde Cheio, da Embrapa Pecuária Sudeste, completou 15 anos em setembro. O projeto de transferência de tecnologia promove o desenvolvimento da pecuária leiteira e contribui para tornar as pequenas propriedades sustentáveis e mais rentáveis. Com o lucro da atividade, a qualidade de vida da família melhora e o produtor rural permanece no campo.

Em todo o país, cerca de 4 mil propriedades já estão no programa, que é formado por parcerias com instituições públicas e privadas.

O objetivo é capacitar profissionais de extensão rural em produção intensiva de leite, promover a troca de informações sobre aplicação de tecnologias e monitorar os impactos ambientais, econômicos e sociais nos sistemas de produção que adotam as tecnologias propostas pela Embrapa. A tecnificação e o bom gerenciamento possibilitam aos produtores o aumento da renda com a produção de leite.

A capacitação e a troca de informações acontecem na propriedade rural, que se transforma em uma sala de aula prática, chamada de unidade demonstrativa (UD). O cronograma conta também com aulas teóricas para extensionistas e produtores, que ocorrem nas regiões de atuação do programa.

Por um período de tempo, a UD recebe a visita dos extensionistas e dos instrutores do Balde Cheio que irão paulatinamente aplicar um conjunto de técnicas para a melhoria da produtividade, o manejo adequado e o desenvolvimento sustentável. Os demais produtores da região periodicamente visitam a UD e conhecem as técnicas utilizadas. Com isso, mais produtores são alcançados pelo programa.

15 anos
A ideia do Balde Cheio saiu do papel em setembro de 1998 e foi concretizada com a primeira visita de pesquisadores da Embrapa a uma propriedade na região de Jales, interior de São Paulo. Desde então, o programa sofreu transformações em sua metodologia, com a solução de erros e incorporação de sugestões de técnicos e produtores.

Para o pesquisador Artur Chinelato, coordenador do projeto, motivos não faltam para a comemoração desses 15 anos, mas o mais importante é continuar removendo as pedras que surgem pelo caminho. Ainda, segundo ele, o maior dos presentes é o brilho nos olhos e as lágrimas de alegria dos produtores que participam do programa. “Não há o que pague esses momentos”, destaca.

Parcerias
Uma das principais estratégias do Balde Cheio são as parcerias com diversas instituições públicas e privadas. Atualmente são mais de 175 parcerias o que permite a formação de uma rede de trabalho, com intensa troca de informações e de conhecimentos.

Para participar do Balde Cheio, produtores e técnicos devem entrar em contato com o coordenador ou instituição responsável pelo programa em sua região. Outras informações podem ser encontradas no endereço www.cppse.embrapa.br/sacou pelo telefone (16) 3411-5626.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »