26/01/2013 às 14h50min - Atualizada em 26/01/2013 às 14h50min

Laep busca soluções para a manutenção de suas operações

Revista Leite e Derivados

Em comunicado protocolado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Laep Investments, uma das principais acionistas da LBR - Lácteos Brasil, informou que busca alternativas para manter a viabilidade de suas operações em "regime de urgência". 

O fato ocorre após "diversos questionamentos recebidos de detentores de recibos de suas ações (BDRs) decorrentes de matéria sobre a LBR", publicada no Valor Econômico no dia 17/01. 

Especula-se que o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) deve fazer uma baixa contábil de R$ 700 milhões relativa à operação da LBR em seu próximo balanço, segundo reportagem do Valor. 

A LBR é a empresa resultante da fusão do laticínio gaúcho Bom Gosto com a Monticiano, que tem como acionistas a GP Investimentos e a Laep, controladora da Parmalat no Brasil. No comunicado, a Laep disse que desconhece a baixa contábil do BNDES. 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »