20/10/2012 às 16h07min - Atualizada em 20/10/2012 às 16h07min

Sistema Famato e Brasil Foods desenvolvem projeto sobre leite

Sistema Famato

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), em parceria com a empresa Brasil Foods e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Agrossilvipastoril), estão desenvolvendo um projeto para fomentar a bacia leiteira de Mato Grosso.

O objetivo é agregar uma nova atividade aos avicultores que trabalham em parceria com a Brasil Foods - empresa que representa a Perdigão e a Sadia e atua nos segmentos de carnes, alimentos industrializados e lácteos. A primeira reunião aconteceu esta semana na sede do Senar-MT.

Em Mato Grosso existem 20,9 mil propriedades leiteiras que produzem uma média de 92,6 litros de leite por dia. O estado responde por 2,3% da produção nacional de leite, ocupando a 10ª posição no ranking brasileiro. Desde 2012, a produção de leite é uma prioridade do Sistema Famato que vem atuando em várias frentes a fim de tornar esta atividade mais vantajosa ao produtor. 

"Para nós o caminho é investir em tecnologia e capacitação da mão de obra. Este projeto vem para auxiliar o desenvolvimento da pecuária leiteira em nosso estado. É importante mostrarmos ao produtor rural que integrar cadeias, como a produção de leite e a avicultura, pode garantir rentabilidade o ano todo", destaca Seneri Paludo, diretor executivo da Famato.

A previsão é que o programa contemple 200 produtores de Mato Grosso. O gerente de aprendizagem rural do Senar-MT, Marciel Becker, informou que “os trabalhos começarão em breve pela região do município de Campo Verde, depois Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. "Cada uma das entidades que participam deste projeto terão um papel bem definido, ao Senar caberá a educação profissional, a Famato atuará na parte institucional, a Embrapa entrará com a tecnologia e a Brasil Foods fomentará o projeto", explica Becker.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »