26/02/2012 às 08h23min - Atualizada em 26/02/2012 às 08h23min

Importações de lácteos preocupam no Distrito Federal

Correio do Povo

Em janeiro, as importações de lácteos do Brasil atingiram 11.753 toneladas (equivalente a 200 milhões de litros de leite). O volume foi bem acima da média mensal de 2011, de 7.162 t. Somente as importações de leite em pó do Uruguai somaram 6.221 t, volume 67% acima das 3.750 t desembarcadas em janeiro do ano passado. 

De acordo com o coordenador da Câmara Temática de Leite da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Vicente Nogueira, o fato preocupa porque o incremento das compras vem do Uruguai, com o qual o Brasil não mantém nenhum acordo de cotas. 

Conforme Nogueira, o risco é que, com a crise europeia, o país vizinho não tenha outra opção de mercado que somente a do Brasil. "Essas importações causaram danos irreparáveis em janeiro, sobretudo pelo preço com que foram internalizadas." A tonelada do leite em pó chegou a 3.890 dólares a t, ao passo que, em igual período, a indústria gaúcha conseguiu entregar a tonelada por 5.103 dólares no atacado.

Para o diretor executivo do Sindilat, Darlan Palharini, o que preocupa a indústria gaúcha é que ela se vê obrigada a reduzir os preços pagos ao produtor, para ser competitiva, e acaba criando um desconforto. Segundo Nogueira, a subcomissão do leite da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados está tentando negociar um acordo, mas ainda sem sucesso. Conforme Palharini, os maiores importadores de lácteos são as grandes redes de varejo.

Preços do Uruguai

- Leite UHT - 0,54 dólares o litro

- Leite em pó - 3,89 dólares o quilo


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »