28/12/2011 às 16h57min - Atualizada em 28/12/2011 às 16h57min

Uruguai: exportações de leite em pó desnatado duplicaram

As exportações de leite em pó desnatado do Uruguai tiveram um forte crescimento nos primeiros 11 meses do ano, tanto em volume como em faturamento, com relação ao mesmo período de 2010, segundo dados estatísticos do Instituto Nacional do Leite (Inale).

No período de janeiro a novembro, as exportações de leite em pó desnatado mais que duplicaram, aumentando em 120% com relação ao mesmo período de 2010 em volume. Nos primeiros 11 meses do ano, o volume exportado foi de 22.000 toneladas. O valor, por sua vez, mais que triplicou de janeiro-novembro com relação ao mesmo período de 2010, aumentando em 211% e totalizando US$ 84,5 milhões. O preço médio foi de US$ 3.753 por tonelada nos primeiros 11 meses do ano.

Já as exportações de leite em pó integral caíram em 13% em volume nos primeiros 11 meses do ano com relação a janeiro-novembro de 2010 e totalizaram 48.339 toneladas. Apesar disso, o faturamento cresceu em 11% no período considerado e alcançou US$ 207,3 milhões nos 11 meses. O preço médio foi de US$ 4.146 por tonelada no período. Esse produto segue sendo o principal produto lácteo exportado.

As exportações de queijos - segundo produto lácteo em importância de vendas ao exterior - aumentaram em 6% de janeiro a novembro com relação ao mesmo período de 2010 e totalizaram 38.991 toneladas. Em valor, as exportações desse produto tiveram uma alta de 20% no período, alcançando US$ 213,8 milhões. O preço médio de exportação dos queijos foi de US$ 5.507 por tonelada nos primeiros 11 meses do ano.

No total, as exportações de lácteos uruguaios cresceram em 22% de janeiro a novembro com relação aos 11 primeiros meses de 2010 e totalizaram 183.696 toneladas. O valor exportado teve aumento de 32% no período, totalizando US$ 635 milhões. O preço médio de exportação dos lácteos uruguaios foi de US$ 3.339 por tonelada no período de janeiro a novembro.

Em novembro, o principal destino para os lácteos uruguaios em valor foi o Brasil, que ficou com 40% das exportações. Em seguida, vieram Venezuela, com 29%; México, com 6%; Cuba, com 5%; e Estados Unidos, com 4%. Outros países representaram os 16% restantes. No setor de leite em pó integral e desnatado, o Brasil liderou, com 64% e 65%; em queijos, a Venezuela foi líder, com 50%.

A reportagem é do El País Digital, traduzidas e resumidas pela Equipe MilkPoint.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »